Casamentos.com.br
Recomendado em casamentos.com.br

Parcelamos sua Cerimônia em até 06 vezes sem juros ou acréscimos (no Boleto Bancário ou cheque pré-datado), ou em até 12 vezes no cartão de crédito ( juros do cartão). 

Próximo workshop (vitrine musical) para noivos.

 Dia 13 de outubro 2016 das 20:00 as 23:00 no Restaurante Batubara, Praça São Marcos, 825 - Alto de PinheirosApresentação ao vivo de toda formação musical que podemos oferecer para sua cerimônia!! Agende sua visita!!

ducaiscasamentos@hotmail.com

ducaiscasamentos@gmail.com

(11) 3744 2925 e 97254 9782

Casamento: Saiba quais taxas pagar e quais recusar!! 

Quem decide casar sabe que tem um longo caminho pela frente. Decidir a data, a igreja e os outros preparativos demandam tempo e alguns cuidados. Apesar de ser a data mais importante para um casal, os noivos têm de ter consciência de que também são consumidores e têm seus direitos.

De acordo com a Fundação PROCON -SP, antes de fechar as contratações para a cerimônia e a festa, os noivos devem pesquisar a situação dos fornecedores no cadastro de empresas do Procon e também na Jucesp  (Junta Comercial de São Paulo) e na Receita Federal, conhecer seus fornecedores pessoalmente, e principalmente exigir que todo o combinado seja documentado.

Livrinho da discórdia

Para a realização da cerimônia, é comum que as noivas tomem à frente e escolham o FOTÓGRAFO de confiança ou indicado por amigas, uma ASSESSORA que cuide de cada detalhe do casamento, e dos MÚSICOS tanto da cerimônia quanto da festa.  Nesta hora, é que o famoso “livrinho” das indicações da Igreja e do Buffet (salão de festa) entra em ação.

Algumas Igrejas e Buffet's obrigam os noivos a contratar os fornecedores cadastrados e não aceitam que prestadores de serviço fora do cadastro realizem serviços durante o cerimonial e ou festa. Outras até aceitam, mas os noivos têm de pagar uma taxa, para que possam entrar com outros profissionais na Igreja ou no Buffet. “Do ponto de vista do consumo, a cobrança deve ficar clara e também o motivo pelo qual ela deve ser paga”, explica a assessora técnica do Procon-SP, Maíra Feltrin Alves, e essa taxa não pode ultrapassar 10% do valor do contrato com cada profissional.

De acordo com a Fundação Procon, a Igreja ou Buffet não pode obrigar o consumidor a contratar determinado fornecedor ou pacote de serviços, isso caracteriza ‘crime contra a economia popular’ ou vulgarmente chamado CARTEL. “O consumidor tem a liberdade de escolha, e a Igreja ou Buffet não pode negar que determinado fornecedor preste serviços para os noivos”, afirma Maíra assessora técnica do Procon-SP.

Cerimônia religiosa

Algumas restrições podem ser feitas pela Igreja ou Buffet, como aquelas que podem resultar em danos ao patrimônio ou que atrapalhem o andamento do casamento seguinte (no caso de Igreja). É exemplo disso a proibição em usar a chuva de arroz e de pétalas de flores, confetes, etc...

“Qualquer restrição ou imposição deve estar descrita no contrato, mesmo que o contrato esteja pronto, os noivos podem exigir que seja colocado um adendo informando o que foi negociado”, explica a assessora do Procon.

Ela ainda observa que, como é comum ter mais de um casamento por dia (quando em Igrejas), todos os noivos envolvidos devem assinar o documento que explica o que foi negociado com a igreja.

Se houver imposição da igreja por um determinado fornecedor ou pacote de serviços, completa Maíra, “ela também se torna responsável pelo serviço prestado”. Caso ocorra algum problema com o fornecedor imposto, os noivos podem acionar juridicamente a Igreja ou Buffet também. “Ela só estará isenta de responsabilidade, quando for caracterizada mera sugestão de fornecedor e não imposição, podendo os noivos escolher aquele que consideram melhor”, afirma.

Direitos como consumidor

“A melhor forma de resolver os impasses do que pode ou não é a negociação formal, quando o casal escreve uma carta para a igreja, dizendo quais coisas quer mudar e o motivo. Essa manifestação formal é o melhor caminho para resolver qualquer problema”, aconselha Maíra.

Se, mesmo depois de negociar, os noivos não quiserem mais casar naquela igreja, eles têm o direito de cancelar o contrato, porém, a multa por rescisão não pode ultrapassar 10% do valor do contrato.

Outra cobrança que também gera discussão é a referente ao atraso excessivo das noivas. Neste caso, é necessário que um cheque caução seja deixado na igreja como garantia de que a noiva não irá atrasar, porém, de acordo com a assessora do PROCON - SP, a cobrança antecipada gera discussões, “pois para cobrar, a igreja precisa provar o dano e, neste caso, não é possível pedir o cheque caução com um valor de um dano que não ocorreu”.

De acordo com Maíra, caso as negociações formais não tenham resultado positivo, o casal ainda pode requerer por meio de liminar usar o prestador de serviço que quiser, além dos casos de danos morais, que também podem ser reivindicados na Justiça.

Não pense que depois de contratar os músicos para sua cerimônia e recepção estará tudo pronto.  Conheça alguns detalhes que fazem a diferença!

1-     Silêncio durante a cerimônia: Mesmo antes de a cerimônia começar deixe combinado com os músicos para tocarem música ambiente, preferencialmente com CD (músicas instrumentais), para não quebrar o ‘encanto’ da música ao vivo durante a cerimônia. A falta disso pode dar a sensação de que os convidados chegaram cedo demais. Escolha também algumas músicas de “emergência” para serem tocadas durante pausas na cerimônia, caso necessário, elas serão tocadas para preencher esse momento sem que todos fiquem se entreolhando e perguntando o que aconteceu.

2-     Confirmar as músicas escolhidas: Tanto as músicas da cerimônia quanto o repertório da música da festa devem ter sido repassadas com os músicos e com a assessora do cerimonial para ter certeza de que estão corretas. É um tanto quanto frustrante quando você tem uma música que significa muito para você e ela não é tocada ou simplesmente trocada por uma que não te agrada.

3-     Músicos demais ou de menos: Verifique quantos músicos serão necessários para criar uma harmonia adequada ao espaço da cerimônia e festa. Contratar músicos demais pode parecer um exagero, sair caro, e chamar mais atenção do que deveria. Músicos de menos podem não criar o impacto sonoro esperado para dar o clima adequado ao ambiente.

4-     Músicos (Cantores) cantando em língua estrangeira: Escolher uma música em qualquer outra língua que não português, tem seus riscos. Verifiquem se os músicos a cantam corretamente. Alguns convidados podem ser fluentes no idioma e a interpretação "enrolada" pode distrair e tirar o foco da cerimônia.

5-     Músicas com temas inadequados: Principalmente na cerimônia, as músicas devem ser alegres, românticas e suaves. Alguns casais erram ao escolher a música somente pela melodia sem prestar atenção ao que ela diz.. Isso é importante principalmente em músicas estrangeiras. Ninguém quer que uma música sobre morte ou tristeza seja tema de um momento tão especial.

6-     Verificar as exigências ou restrições dos locais de cerimônia e festa: Algumas igrejas têm restrições com relação ao repertório musical, certifique-se de que as músicas escolhidas estão adequadas a elas. Também as restrições técnicas como número de microfones, caixas de som e pontos de energia para saber se estão adequadas aos músicos contratados.

7-     Chamar aquele amigo pra “quebrar o galho”: Querendo economizar, alguns noivos apostam naquele amigo que está começando uma banda, ou que toca o violão nas viagens de praia, CUIDADO! Pode ser muito simpático, mas não necessariamente adequado para um casamento. Músicos profissionais e com experiência fazem enorme diferença na qualidade dessa mágica trilha sonora.

8-     Exigir uma cerimônia dinâmica: Todos estão muito felizes pela união do casal, mas também loucos pra agitar, celebrar e dançar, então, faça da cerimônia um momento mágico mas não muito extenso. Cerimônias muito longas costumam ser cansativas principalmente para os idosos e crianças, com a inquietude deles, as pessoas perdem o foco do que está acontecendo!

Pequenos detalhes que fazem a diferença!!